Programador de Bitcoin: Conheça esse profissional

As profissões evoluem junto à sociedade, isso é fato. Dessa forma, existem novos tipos de cargos e de caminhos profissionais que surgem constantemente e um dos mais promissores atualmente corresponde ao programador de Bitcoin.

O trabalho desse profissional está diretamente relacionado com a tecnologia, uma vez que ele lida com moedas digitais e com relações financeiras que ocorrem de forma exclusivamente virtual.

Abaixo, confira maiores detalhes sobre as atividades desse profissional e como é o dia a dia do programador de criptomoedas.

programador de bitcoin

Cursos pra quem gosta do mercado financeiro: confira quais as opções

Programador de Bitcoin: Que profissão é essa?

O bitcoin nada mais é que uma criptomoeda. Ou seja, diz respeito às moedas virtuais, cuja transação e controle também se dá de forma online.

Contudo, diferentemente das instituições bancárias tradicionais, o controle do bitcoin é descentralizado e, portanto, deve ocorrer dentro de uma rede de contatos entre os quais há compartilhamento de informações e acesso conjunto aos algoritmos que envolvem a transação.

Aliás, o programador de bitcoin não precisa necessariamente trabalhar com o Bitcoin, pois essa é uma espécie de moeda virtual, não correspondendo, portanto, ao gênero, mas à espécie.

Existem inúmeros tipos de moedas virtuais atualmente e isso somente aumenta o mercado de trabalho disponibilizado para esses profissionais. Abaixo, confira como são as atividades desse profissional do futuro!

Quais são as atividades do programador de Bitcoin?

As plataformas de compartilhamento de informações e transações de criptomoedas possuem código aberto, ou seja, qualquer pessoa pode dar sugestões de melhorias do espaço e participar dele.

Nesse sentido, os programadores de Bitcoin geralmente iniciam como voluntários que analisam o espaço em que as transações ocorrem. Ao mesmo tempo, identificam quais as qualidades e falhas do sistema e como é possível melhorá-lo.

programador de bitcoin

A partir disso realizam sugestões que podem auxiliar na melhoria do espaço de transações financeiras. Quando ganham notoriedade eles podem ser chamados a trabalhar na condição do que se chama de “programador-chave”, um seleto grupo que possui exclusividade de alteração do código-chave das páginas de transação.

Aliás, é esse grupo formado por programador de Bitcoin que tomará as decisões quanto à promoção ou não de alterações e sugestões propostas por usuários.

Dentre as atividades realizadas por esses programadores, então, estão:

  • Análise de códigos.
  • Criação de códigos;
  • Estudos práticos e desenvolvimento de relatórios;
  • Gerenciamento de criptomoedas;
  • Programação de códigos;
  • Testes e revisões.

Quem pode se tornar um programador de Bitcoin?

Esses profissionais são caracterizados por algumas qualidades que podem indicar a competência de um indivíduo em trabalhar ou não nessa área.

Por exemplo, quando se analisa os mais bem sucedidos trabalhadores desse nicho de programador de Bitcoin é possível se concluir que a maioria deles tem em comum o fato de serem curiosos e determinados. Também, pelo interesse pela inovação e pela tecnologia.

Outros pontos relevantes dizem respeito a capacidade de pensar além, ou seja, “fora da caixinha”. A facilidade de comunicação e de demonstrar formas de melhorias também são valorizadas nessa área onde a criatividade é essencial.

Profissionais analíticos devem ter a capacidade de atuar ao mesmo tempo baseados em estudos de programação e colocando-se no lugar do indivíduo que deseja trabalhar com a moeda virtual e que encontra dificuldades para isso.

Além disso, cabe ressaltar que não existe um curso universitário específico para o trabalho como programador de Bitcoin, até mesmo porque a profissão é relativamente nova e ainda está em desenvolvimento e plena ascensão.

Por outro lado, existem alguns tipos de cursos universitários que podem auxiliar quem deseja trabalhar na área a chegar ao objetivo. Dentre eles estão as faculdades de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Bancos de Dados, Gestão da Tecnologia da informação, Redes de Computadores e Sistemas de Informação.

Ou seja, diferentemente do que possa parecer em um primeiro momento, a profissão está muito mais relacionada à programação do que às finanças, em si. O programador não necessariamente irá lidar com as trocas financeiras, mas com o ambiente em que elas ocorrem.

Assim, o conhecimento essencial é na área tecnológica que permitirá ao programador realizar alterações e testes para melhoria do espaço de interação e troca de informações referentes às criptomoedas.

Outro ponto importante para quem deseja se tornar um programador de Bitcoin é que não é necessário ser formado na área para começar a criar intimidade com as plataformas de criptomoedas. Portanto, é possível que desde a graduação o indivíduo já procure se familiarizar com o ambiente, observando a forma como ele funciona e detectando eventuais falhas ou necessidades do setor.

Embora essa profissão ainda levanta muita confusão e até mesmo desconfiança, uma coisa é certa: ela veio para ficar e o mercado em que ela está envolvida se encontra em pleno crescimento.

Dessa maneira, se você se interessa por tecnologia e programação e quer fazer parte de uma revolução tecnológica que avança a cada dia mais não deixe de considerar a escolha da profissão de programador de Bitcoin.